terça-feira, 24 de agosto de 2010

Cuscus de Canjiquinha



Hoje, fui com uma aluna à zona cerealista em São Paulo, e apresentei-a à vários ingredientes. Ela me perguntou se quirera de milho era comestível ou era só comida para passarinho. Adoro estas questões que parecem tão triviais. Um mundo de conhecimento, normalmente desconhecido da maioria, vem à tona com elas.

A quirera de milho , também conhecida como canjiquinha, é companheiríssima dos mineiros. O que em Minas Gerais é prato permanente, em São Paulo é comida de passarinho! Uma questão tão simples encerra discussões bem amplas!

Não vou abrir a discusão!!!! Mas lá vai uma receita para a quirera, ou canjiquinha, que é maravilhosa! Fica como um cuscus marroquino, só que de milho. Reinvenção da comida que nem só passarinho come...

Canjiquinha com queijo Coalho Balkis

Ingredientes para o fundo:
1 cebola pequena
1 talo de salsão
1 pedaço pequeno de gengibre
1 cenoura
1 talo verde de alho porro
1 folha de louro
2 ramos de salsinha
1 ramo de tomilho

Ingredientes para a canjiquinha:
200 gramas de canjiquinha
1 cebola
1 limão
2 colheres de sopa de salsinha
2 colhres de hortelã
2 colheres de sopa de nozes
1 colher de sopa de uva passa
1 tomate sem pele e sem sementes
1 colher de chá de manteiga
folhas de alface roxa
50 gramas de queijo coalho Balkis
sal (quanto baste)
azeite extra virgem (qb)

Modo de Preparo

Faça um caldo aromático com todos os ingredientes do fundo. Corte a cenoura, o salsão e a cebola em tamanhos regulares.
Amarre com um barbante os galhos de salsa, tomilho, o gengibre e a folha de louro embalados pela parte verde do talo do alho porro. Cozinhe em um litro e meio de água em fogo bem baixinho até que os ingredientes tenham transferido sabor para a água.

Refogue uma cebola cortada bem pequena em um pouco de azeite na panela de pressão. Frite a canjiquinha, salgue, acrescente o 400 gramas do líquido e cozinhe por 10 minutos.

Enquanto isso, corte a salsinha o menor que conseguir. Reserve. Corte as nozes.

Retire a casca e as sementes do tomate e corte-o em cubos pequenos.

Corte o queijo coalho Balkis em cubos pequenos, como o tomate.

Lave e seque as folhas de alface.

Após o cozimento da canjiquinha solte-a com um garfo e um pouco de azeite. Misture os outros ingredientes, tempere com limão, sal e azeite e sirva junto com a alface.

4 comentários:

talitanozomi.com disse...

unnnnn!!! Água na boca!!!

marcia micheli disse...

Talita,
E aí, experimentou?

Marcelo Gaffa disse...

Nossa, eu nem sabia que a Balkis tinha queijo coalho. Vou experimentar essa receita!

dilma disse...

adoro canjiquinha mas sempre fiz receita doce mas essa vou tentar fazer para ver se vai dar certo.
beijos